Trabalhadores voltam a sofrer com as chuvas

No dia 22 de abril deste ano, o PSTU/AL publicou um texto sobre o sofrimento os trabalhadores com as chuvas em Maceió. Mais de dois meses se passaram, e hoje (03/07) a situação se repete de uma forma mais trágica. Toda a cidade está em caos por conta das chuvas. E todo ano é assim.
 
Na área lagunar, o transbordamento chega a ilhar os trabalhadores. Onde há córregos e riachos o alagamento é geral. E onde não há lagoa ou córregos, o povo sofre com imensas poças d'água. Nas áreas mais pobres da cidade a situação ainda é pior, pois a falta de pavimentação faz das ruas um lamaçal, a inundação de suas casas é quase certa e o medo de desabamento é constante.
 
Não há um trabalhador que não reclame dessas situações! A classe trabalhadora precisa ser respeitada. Não merecemos passar por tais situações como essas por conta das chuvas. A prefeitura de Maceió deve imediatamente realizar obras de escoamento das águas em todos os pontos da cidade que sofrem com o problema de alagamento. Deve ainda pavimentar as ruas dos bairros mais pobres, que em sua maioria são de barro. Além do fato de ter que garantir moradia segura para todos.
 
Um grande plano de obras públicas é a solução para as chuvas
Os governos e os grandes meios de comunicação sempre culpam 'a natureza' e os trabalhadores (que jogam lixo na rua) para justificar as calamidades e problemas causados pelas chuvas. Mas nunca apontam o verdadeiro causador do problema, que é a incapacidade dos governantes.
 
O PSTU defende a realização de um grande plano de obras públicas para acabar de vez com as mazelas trazidas todo ano pelas chuvas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário