Café Com Marxismo - 50 anos do Golpe de empresarial-militar de 64: a memória da luta e a luta pela memória

Na próxima quarta-feira (26), acontece mais uma edição do Café Com Marxismo.
Será às 17 horas, na Rua Treze de Maio, nº 75 (sede do PSTU/AL).

Este ano completa 50 anos do golpe empresarial-militar de 64. Essa data não pode passar sem refletirmos todo o seu significado desta data. Sobretudo, porque ainda convivemos com grandes resquícios desses tempos sombrios. A Polícia Militar, por exemplo, é um dos grandes entulhos da ditadura militar, mantendo ainda hoje a mesma estrutura e os métodos repressivos.
A atualidade deste debate se faz ainda maior na medida em que o governo Dilma tenta aprofundar ainda mais a repressão e a criminalização das lutas e dos movimentos sociais. Para tanto, tenta impor o “AI-5 padrão Fifa”, como está merecidamente sendo chamado o Projeto de Lei 499/2013. O governo Dilma, assim, responde com repressão a onda de protestos iniciada nas Jornadas de junho ao mesmo tempo em que tenta garantir uma Copa “em paz” para os ricos e para as multinacionais.
A memória da luta
Devemos olhar para o período da ditadura militar no Brasil também para fazer jus a memória dos que lutaram contra o regime Militar. Neste sentido, a principal corrente que originou o PSTU, a Convergência Socialista, tem uma importante história de luta contra esse regime. A Convergência Socialista vem da tradição que não optou pela luta armada porque apostava suas esperanças na mobilização massiva dos operários para derrotar a Ditadura. Neste sentido, participou ativamente das grandes greves do ABC paulista, iniciadas em 1978, processo que determinou, sete anos depois, o fim da Ditadura.
A luta pela memória
Este debate se faz atual também na medida em que ainda falta muito para acertamos todas as dívidas que o regime militar tem com o povo brasileiro. Os crimes da Ditadura, seus agentes e financiadores continuam impunes. Protegidos por uma Lei da Anistia ampla (e desmedida) e acobertados por arquivos secretos. Sem acertamos contas com o passado, não construiremos no presente o futuro que queremos.
 Venha debater conosco estes e outros temas.
Listamos abaixo algumas dicas de filmes e leituras.
35 anos das prisões da Convergência Socialista

Os 50 anos do Golpe de 64 e a Copa do Mundo
Pedro Veríssimo, de São Paulo (SP)

A espionagem contra o movimento sindical e os entulhos da ditadura
Zé Maria
1964: a página que não virou
Luciana Candido

A anatomia da transição é a chave da anatomia da ditadura: o governo Geisel e a contrarrevolução no Cone Sul da América
Renato Lemos

A “ditadura civil-militar” e a reinvenção da roda historiográfica
Renato Luís do Couto Neto e Lemos

O golpe de 1964 como uma ação de classe: uma polêmica com certas tendências da historiografia brasileira
Demian Melo

A anistia historiográfica
Demian Melo

Mais miséria: "ditabranda" e outras pérolas do revisionismo
Demian Melo

Ditadura militar: contra os revisionismos
Vitor Henriques de Macedo

O golpe, a grande mídia e os torturadores
Vitor Henriques de Macedo

Arquivos secretos: para proteger Collor e Sarney, Dilma pisoteia até a própria história
Wilson H. Silva

Multinacionais alemãs se beneficiaram do golpe de 1964
Américo Gomes, da Comissão de Presos e Perseguidos Políticos da Ex-Convergência Socialista

O Brasil precisa de uma comissão da Verdade, Memória e Justiça
Américo Gomes, do Ilaese

Uma visão crítica acerca da Comissão da Verdade: direitos humanos, luta de classes e ditatura
dezembro
Entrevista do historiador Renato Lemos (UFRJ) à Revista Verdade, Memória e Justiça (ISER)

A Igreja, a Ditadura e o papa
Gilberto Calil e Marcos Vinícius Ribeiro


Vídeos

"Ditadura Militar no Brasil em perspectiva histórica (1964-1984)" - Debate com  Waldo Mermelstein (ex-preso político) e de Ricardo Gebrim 

"Comissão da Verdade, Anistia e Ditadura Militar" por Demian Melo.

"Comissão da Verdade, Anistia e Ditadura Militar" por Dr. Américo Gomes.

77ª Caravana da Anistia homenageia perseguidos políticos da ex-CS pela ditadura militar

Depoimento de Valério Arcary na 77ª Caravana da Anistia

Ex-presos e perseguidos políticos da Convergência Socialista fazem ato por reparação e justiça

Relato de Matheus Gomes à OEA sobre a criminalização dos movimentos sociais

Documentários
CS e a ditadura militar

Cidadão Boilesen

Um comentário:

  1. O problema estar nas pessoas de vida carente ($) que foram acostumadas a ganhar uma bolsa (mixaria) cedida pelo governo, que sai do bolso de todos através dos impostos (caros) dos preconceitos raciais (Cotas para negros, eles tem a capacidade de um branco) á mal fiscalização, e por ai vai... O que eu quero dizer é que o governo apenas estar distribuindo "as coisas boas de maneira errada" logico que essas bolsas cedidas vem de tamanho ajuda para algumas famílias, mas um emprego com condições trabalhistas e salários bons, sem ser humilhado por bandidinhos que estão presos por algum crime, e tem até projeto para ser aprovado onde eles passaram á ganhar uma bolsa que é bem maior que um salário mínimo (vergonha) seria bem melhor, ao invés de bolsas, deem EMPREGO, SAÚDE, EDUCAÇÃO E SEGURANÇA, as coisas iriam mudar e muito, as pessoas não precisaria de tantas PORTAS (tô bem tô zeem) para poder ter acesso á uma faculdade, elas teriam capacidade de sobra, não precisaria gastar seu $ da bolsa que ganha mensalmente, com saúde, porque o SUS fornece (ou deveria fornecer) não iria passar fome ou ter que roubar, porque teria emprego, estou sim revoltada, simplesmente moro em uma cidade na qual estar no topo das mais violentas, pessoas saem nas ruas com medo de ser assaltadas e mortas, pago impostos como todos de um país sem ordem, não pedi copa, mais a burrice sim,pedi saúde, educação, segurança, trabalho, e o que me deram? PORRA de estádios que vão assediar a copa do mundo paras ricos, porque nós pobres brasileiros não temos $ para comprar uma cadeira em um estadio do nosso país, são poucos os que vão deixar de comprar a mistura de casa, para dividir no cartão a entrada... Eu não pedi isso, e simplesmente pegaram meu $ e fizeram essa burrada... ENTÃO LÁ VAI O PÃO E CIRCO MAIS UMA VEZ, só o povo acordando. :) #SóAcho #BaixouJorlalistaRevoltada

    ResponderExcluir