Plenária Unificada da Esquerda Alagoana!



Diante da crise política e econômica em que se encontra o país, a CSP-Conlutas, junto com o Espaço Unidade de Ação, a CGTB, partidos como o PSTU, PCB, PPL e setores do PSOL, estão convocando uma manifestação nacional para unir os movimentos que dizem não ao governo do PT, ao Congresso Nacional e também ao PSDB e oposição de direita. 



Se é verdade que os atos do dia 16 de Agosto, organizado pela Oposição de Direita não atendem às necessidade dos trabalhadores brasileiros, também é verdade que os atos do dia 20 de Agosto, construídos e inflados pelo Governo Federal não podem ser vistos como saída para crise. Afinal, é pelas mãos de Dilma e do banqueiro Joaquim Levy que a austeridade é imposta ao povo trabalhador.



Aqui em Alagoas, os trabalhadores continuam reféns dos velhos políticos , representantes das elites. O governador Renan Calheiros Filho começou sua gestão impondo um arrocho e cortes nas principais pastas sociais do estado. Os reflexos desta atitude são as filas e caos na saúde, greve da educação e com um horrendo espetáculo de autoritarismo e repressão nas periferias, através do Secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar. Na Assembleia Legislativa continua o “Mar de Lama”. Não bastasse a farra dos centenas de assessores, denunciada diversas vezes pela imprensa e pela Polícia Federal, o presidente Luiz Dantas/PMDB autorizou a criação de mais 120 cargos comissionados. Um claro exemplo de desmando político! 



Diante disto, o PSTU Alagoas convida o PSOL, o PCB e as organizações, movimentos e ativistas comprometidos com as lutas dos trabalhadores, para construirmos uma PLENÁRIA UNIFICADA DA ESQUERDA EM ALAGOAS. Convidamos estas organizações para discutir amanhã, Quinta-Feira, dia 03/08, no SINDPETRO, às 19 horas,  a construção de uma jornada de lutas unificada no Estado. É preciso unir os partidos de esquerda, os movimentos sociais combativos, as organizações e lutadores de todo país para construção de um terceiro campo; um campo pela esquerda, que se enfrente com o governo Federal e Estadual e com a oposição de direita para derrotar o Ajuste e apontar uma alternativa política da classe trabalhadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário